Elementais: uma coletânea mergulhada no mundo fantástico

Elementais: uma coletânea mergulhada no mundo fantástico
Foto: Arquivo pessoal do autor.

No próximo dia 07 de maio de 2022, o tradicional evento de lançamento de coletâneas, Livros em Pauta, da editora Andross, vai lançar uma série de livros maravilhosos. A ocasião será a primeira, depois de dois anos em pausa, devido à pandemia da Covid-19. Entre estas obras estará “Elementais”, que reúne contos fantásticos, e, inclusive, contará com o meu conto: “Entre o Bem e o Mal”.

Para saber tudo sobre o Elementais, eu conversei com o Leandro Dupré Cardoso, organizador da coletânea. Confira!

SP – Leandro, primeiramente, me conte sobre você.

LDC – Tenho formação em administração, durante o horário comercial trabalho como analista em uma rotina cheia de números e estatísticas. Nas horas vagas me dedico a um projeto de autoconhecimento chamado Olhar para Dentro e também na literatura, lendo e escrevendo, como uma forma de ampliar horizontes e estimular que as pessoas também desfrutem de todo o poder de conhecimento e libertação que a palavra é capaz de nos oferecer. Escrevo profissionalmente desde 2013 a partir da ideia de cumprir esse propósito e até este momento pude lançar 6 livros solo pela Editora Clube de Autores, principalmente ancorados no gênero da ficção e fantasia. Pela Editora Andross participei de 3 coletâneas literárias como autor, tendo sido indicado à fase final do prêmio Strix em duas delas. Com isso, em 2019 o editor Edson Rossatto me convidou para virar organizador de coletâneas literárias pela Andross, tendo reunido 24 autores para a publicação da coletânea “Odisseia dos Dragões” em 2019 e 35 para a coletânea “Elementais” que será lançada agora em 2022.

SP – Sobre Elementais, como surgiu a ideia de criação da Coletânea?

LDC – A ideia partiu do Edson Rossatto. Todo ano muitos dos temas adotados em edições passadas se repetem, por exemplo amor, terror e fantasia. É sempre um desafio repensar o mesmo tema de maneiras diversas e também sempre procurando uma abordagem que não restrinja muito o envio dos autores, para que aquele conto de fantasia guardado na gaveta possa ser enviado sem maiores alterações por conta da temática do livro. A ideia com os Elementais seria aproveitar o fator fantástico atrelado aos quatro elementos básicos da vida, o ar, água, fogo e terra. Vários mitos e lendas nos trazem seres mágicos ligados a esses elementos como silfos, gnomos, ninfas e ondinas, a proposta seria inspirar os autores com a magia desses seres que às ocultas protegem florestas, mares e outras manifestações da natureza. Mas não necessariamente se restringir a isso, qualquer fator mágico ou fora da realidade habitual também é considerado para compor a coletânea.

SP – Quantos contos o livro irá reunir, de quantos autores e quais as temáticas?

LDC – São 35 autores diferentes aprovados para a publicação e os textos no geral são bem variados: alguns se apegaram mais na ideia dos elementais, mas outros também são relacionados a sonhos, monstros folclóricos, animais falantes, joias mágicas, viagens no tempo, viagens espaciais… O universo da magia é bastante rico e na coletânea essa diversidade ficará bem evidente.

SP – O que os leitores podem esperar deste lançamento?

LDC – Gosto de dizer que textos de fantasia são equivalentes à uma continuação da parábola da Verdade e da Mentira. A Mentira convidou a Verdade a se banhar num rio e depois roubou-lhe as vestes. Assim, a Verdade permaneceu nua e crua enquanto a Mentira vestiu as roupas da Verdade para enganar a todos. Muitas vezes é mais fácil aceitar uma doce mentira do que uma verdade cruel. Porém, eu acredito que nem sempre a verdade se mostre tão dura e inflexível assim. Por vezes, a verdade também gosta de aproveitar as roupas da mentira para sair por aí e inspirar aqueles que podem observar além das aparências. Para mim o gênero de fantasia é isso: uma mentira com fundo de verdade para quem quiser ver. E com o livro “Elementais” não será diferente: o leitor com um olhar mais arguto poderá perceber como alguns contos aparentemente sem muita lógica prática podem oferecer uma nova visão sobre algum aspecto da sua realidade.

Leia também: Mês da Mulher: Conheça mulheres inspiradoras da literatura

SP – Como foi o processo de montagem e escolha dos contos que iriam compor o livro?

LDC – O processo de seleção dos contos avalia diversos fatores como criatividade, verossimilhança, originalidade, estrutura textual, coesão, progressão da história, finalização… Também acontece de um texto estar muito bem trabalhado, mas não estar aderente ao tema de fantasia por não apresentar nenhum elemento mágico ou fantástico na história. Neste caso é sugerida a transferência do autor para outra coletânea da Editora Andross com uma temática mais adequada ao texto. Mas de qualquer forma, independente do veredicto, todo o processo é sempre conversado e alinhado com o autor. Cabe ao organizador fornecer os feedbacks necessários para o aprimoramento do conto assim como se lapida uma joia bruta. Por isso, o contato com os autores é constante em um diálogo que busca tanto ajustar o texto quanto preservar a mensagem pretendida pelo escritor para se chegar ao equilíbrio de um texto bem trabalhado e que satisfaça a pessoa que está publicando.

SP – Quais são as expectativas para evento de lançamento: “O Livros em Pauta”, que será o primeiro depois de um longo período de pausa, devido a pandemia?

LDC – O período da pandemia exigiu muita paciência e resignação de todos nós. Apesar de agora vivermos essa coisa do “novo normal”, a sensação de participar desse evento é de que podemos começar a retomar aos poucos a rotina que tínhamos e encontrar fisicamente amigos e familiares. Sensação de que a vida continua. E também ansiedade por descobrir quem vão ser os ganhadores do prêmio Strix referente aos melhores contos das coletâneas de 2019! Geralmente os prêmios são entregues no ano seguinte à publicação e o pessoal atualmente indicado soube ser especialmente paciente para aguardar por essa entrega das premiações. Vou entregar o prêmio para o melhor do conto da coletânea “Odisseia dos dragões”, a primeira que organizei, e o sentimento de poder reconhecer o empenho de alguém que possivelmente se esforça tanto por se destacar no meio da literatura é extremamente gratificante.

SP – Para quem quiser acompanhar informações sobre o lançamento, como faz?

LDC – Para ficar por dentro da programação completa do Livros em Pauta o pessoal pode acompanhar as novidades publicadas no site www.andross.com.br e também no Instagram @grupoandross. O evento está marcado para o dia 07/05/2022 e, além do lançamento das atuais coletâneas, deve contar com muitas outras atrações como expositores, palestras, shows musicais e o lançamento de alguns livros solo de autores da Andross para conferir.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Suelen de Paula

Suelen de Paula

Suelen é jornalista e escritora. Apaixonada por livros e séries, compartilha sua jornada Antes dos 30 anos pelo IG Literário @antesdos30_suh .

Este post tem 3 comentários

Deixe um comentário